Só um pouquinho de querer já tá bom.

Quis muito. Muito. MUITO.

Mas quis o incerto.

Quis não querer mais.

Aí, quis desligar o botão do querer e, sem querer, desliguei a chave geral.

Não quis mais nada. Na-da. NADA.

Oca. Vazia.

ONDE RELIGA ESSE BOTÃO PELAMORDEDEUS?

Cheguei à conclusão que é melhor querer alguma coisa, do que nada.  Mesmo que seja bobo. Que seja pouco. Que seja vergonhoso, até. E sabe por quê? Balão vazio não voa, bebê.