Eu, Flavia C.

Você é uma droga.

Causa euforia, alegria, alucinações, perturbações e dependência. Você me faz pensar que sua falta me faz mal; me faz querer sempre mais de você. Mas não é a falta, é a presença que não me faz nada bem.

Reconhecer o vício não é o primeiro passo?  Eu disse sim, sim, sim àquela rehab que a Amy disse ‘no’.

Todos os dias, levanto e faço promessas a mim mesma: só por hoje eu não vou te ligar, só por hoje eu não quero notícias suas, só por hoje não vou te stalkear, só por hoje foda-se você.

E tem dado certo, sabe? Posso dar testemunho:

“Oi, meu nome é Flavia, tenho 23 anos, sou viciada em você e estou limpa há 53 dias”.

Um só por hoje diariamente renovado.

Só por todos os dias.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Eu, Flavia C.

  1. Juro que eu tenho ficar sem ele, mas não consigo. O pior da história é que se eu não o procurar, ele me procura, e o pior é que eu gosto.Eu tenho apenas algumas horas sem nenhum tipo de comunicação com ele. Só por hoje.

  2. Rá! filosofia de vida aí! ;] Muito bom Fau! Me lembra a minha tão amada música de Pitty “Na sua estante” s2
    “Só por hoje não quero mais te ver
    Só por hoje não vou tomar minha dose de você
    Cansei de chorar feridas que não se fecham, não se
    curam (não)
    E essa abstinência uma hora vai passar”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s